Blog

Fundos de investimento exclusivos: o que são e como aplicar

Você sabia que determinadas estruturas financeiras permitem que investidores realizem aplicações sem incidência de impostos? Os fundos de investimento exclusivos são reconhecidos pelas vantagens que apresentam quando comparados às demais opções do mercado financeiro. Eles possibilitam a alocação de recursos personalizada e com maior adequação às necessidades do cliente, principalmente em relação a gestão de risco e a conservação patrimonial.

Siga a leitura!

Afinal, o que são fundos de investimento exclusivos?

Podemos definir os fundos de investimento exclusivos como a união de recursos de um ou mais condôminos (cotistas) investidos sob cuidados de um gestor qualificado. Este segue uma política de investimento, previamente definida em regulamento, buscando produtos e soluções a obter ganhos financeiros e garantir uma série de benefícios fiscais aos cotistas.

Podemos entender os fundos de investimento exclusivos como instrumentos de “holdings financeiras”, já que oferecem ao cliente vantagens como o planejamento sucessório, planejamento tributário, planejamento financeiro e blindagem patrimonial. No entanto, os fundos exclusivos se sobressaem em relação às holdings, pois permitem de fato a redução da carga tributária.

Uma das características que mais chama a atenção de investidores nos fundos de investimento exclusivos é que nesta estrutura financeira o investidor não paga imposto de renda pelas movimentações internas que realiza. Os recursos podem ser migrados de um ativo para o outro dentro do fundo, sem que impostos ou custos adicionais incidam sobre o patrimônio. Dessa forma, o investidor usufrui de mais possibilidades de aplicações e não prejudica sua rentabilidade. Nos fundos exclusivos, o imposto de renda é descontado apenas na amortização e na sua liquidação, possibilitando melhores rendimentos.

Outro grande benefício dos fundos de investimento exclusivos tem relação a sucessão patrimonial, já que eles tornam possível a doação de cotas para herdeiros ainda em vida, orientando como eles vão usufruir dos bens e evitando a burocracia de um inventário. A principal vantagem da sucessão patrimonial por meio dos fundos de investimento exclusivos é o recolhimento de parte do imposto sobre o valor do patrimônio no presente. Caso o mesmo fosse recolhido no futuro, o patrimônio possivelmente estaria maior e consequentemente os impostos apresentariam aumento.

Por fim, vale ressaltar que os fundos exclusivos oferecem acesso a produtos inacessíveis para pessoas físicas. Dessa forma, eles permitem até mesmo a estruturação de produtos de previdência exclusivos, como PGBL e VGBL, o que se demonstra bastante interessante, já que a maioria dos PGBL e VGBL ofertados à pessoas físicas possuem taxas elevadas e prejudicam a rentabilidade do investidor.

Entenda como aplicar em fundos de investimento exclusivos

Os fundos de investimento exclusivos são indicados para investidores ou empresas que possuem grandes patrimônios. Cada cliente possui demandas que exigem uma estruturação específica, por isso, profissionais especializados devem ser procurados para melhor aconselhamento de investimento, com o objetivo de garantir total segurança e maior rentabilidade ao cliente.

A Portofino Investimento oferece aos seus clientes assessoria completa na gestão de recursos financeiros. Dessa forma, a empresa estrutura seus processos em 5 principais etapas:

1. Levantamento de informações: compreensão das necessidades e objetivos do cliente (leia nosso artigo “Investidor com perfil arrojado, moderado ou conservador: termos que não lhe definem”;

2. Elaboração da política de investimento: definição e estratégia;

3. Alocação;

4. Gestão: Rebalanceamento de acordo com o cenário;

5. Prestação de contas.

Esclareceu suas dúvidas sobre fundos de investimento exclusivos? Se o artigo foi relevante para você, deixe o seu comentário!

Leave a Reply